Dois projetos culturais tomam conta da feira livre de Aguiar e vão encantar também Igaracy e Piancó

Ter, 06 de Outubro de 2015 09:55
Imprimir
dfd

Por Isaías Teixeira/Folha do Vale – A feira livre de Aguiar tem um atrativo a mais a partir deste sábado, 26. Dois projetos de circulação artística financiados pelo Fundo de Incentivo à Cultura (FIC) Augusto dos Anjos, do Governo do Estado, em parceria com a Secretaria Municipal de Cultura, vão ganhar a via pública e atrair muitos olhares, entreter e inspirar novos valores culturais também.

O primeiro será “Talentos musicais na feira livre e na praça pública de Aguiar”. O outro projeto, “Capoeira – Arte e Cidadania”, é voltado à prática e ensinamentos da capoeira.

Os dois projetos foram elaborados por Cícera Maia Dantas (“Talentos musicais na feira livre e na praça pública de Aguiar”) e Maria Isabela de Caldas (“Capoeira – Arte e Cidadania”), integrantes da Casa da Cultura, órgão da Secretaria Municipal de Cultura, e aprovados na concorrência pública pelo financiamento. A adesão do município ao Sistema Nacional de Cultura foi fundamental para a aprovação dos projetos. Na região, apenas Conceição foi outro município que igualmente aderiu.

Em relação ao “Talentos musicais na feira livre e na praça pública de Aguiar”, o projeto começa neste sábado com apresentação de sanfoneiros na feira-livre, entre 8h e 11h. Já à noite, haverá apresentação da banda Forró Pé de Serra, das 21h às 24h, na Praça Joaquim Bento de Sousa. As outras apresentações na feira serão nos dias 10 de outubro, com a banda Veteranos do Forró, e 6 de novembro, em Igaracy, com o talento e desenvoltura de sanfoneiros e violeiros, ambos também das 8h às 11h. No dia 31 de outubro, o grupo Voz e Violão se apresentará na Praça Miguel Izidro, no mesmo horário noturno das apresentações: das 21h às 24h.
De acordo com Cícera Maia, o projeto objetiva promover na feira-livre e praça pública um espaço de interação social em prol do desenvolvimento da criatividade humana por meio do contato com a linguagem artístico-musical e restaurar a animação e o prazer na feira-livre, animada pelos artistas do nosso município, possibilitando, assim, a oportunidade de divulgar e apoiar os talentos musicais de nosso município.
O outro projeto – O “Capoeira – Arte e Cidadania” será trabalhado com crianças e jovens a partir desta segunda-feira, 28. Ele tem como objetivo contribuir para a forma de valores humanos e éticos, baseados no respeito, na socialização e na liberdade valorizando difundindo a cultura popular e brasileira e possibilitando aos grupos de capoeira do município a oportunidade de mostrarem suas artes à população através de apresentações em meios públicos, como a praça.
No dia 28, o projeto terá inicio com oficinas de construção de instrumentos de capoeira na sede da Secretaria de Cultura, das 8h às 17h. A programação é a mesma no dia 29, mas à noite, às 21h, terá a apresentação de uma roda de capoeira na Praça Joaquim Bento de Sousa. No próximo mês de outubro, o mesmo grupo de capoeira fará uma apresentação na cidade de Piancó, das 19h às 21h, na praça que fica em frente ao Banco do Brasil, encerando, assim, o projeto.
Projetos de Circulação artística – Segundo Cícera Maia, por serem projetos de circulação artística, eles não se resumem, apenas, à atuação no município. Cada um dos projetos está orçado em R$ 6.500,00.